Pages

Saturday, January 21, 2017

O Estranho Bondoso



Um dia, quando Jesus estava a ensinar, um homem da multidão fez-lhe uma pergunta. “O que é que eu tenho de fazer para viver para sempre?” Jesus sorriu. “Ama a Deus”, foi a resposta, “e ama o teu próximo como te amas a ti mesmo”. 

“Mas quem é o meu próximo?” perguntou o homem com astúcia. “Será o vizinho que vive na porta ao lado?"

“Vou contar-te uma história”, respondeu-lhe Jesus, “e já vais perceber. Havia um homem- um homem como qualquer outro- que viajava de Jerusalém para Jericó. Toda a gente sabe que esse caminho é muito perigoso. Tem muitas curvas e é muito inclinado, com muitos lugares onde ladrões e assaltantes se podem esconder. Bem, naquele dia os assaltantes estavam à espreita e agarraram o homem. Espancaram-no, roubaram-lhe todo o dinheiro e deixaram-no caído para morrer.”

“Coitado!” sussurrou a multidão. As pessoas ficaram com muita pena dele. Jesus continuou a sua história. “Passado pouco tempo, passou um outro homem, que também descia por aquele caminho - um sacerdote que voltava a casa, depois de ter estado no Templo a adorar a Deus. Ele viu o homem ferido no chão e o que é que ele fez?”

“Socorreu-o!” gritou alguém da multidão. “Salvou-o!” gritou outra pessoa.

“Não!”respondeu Jesus firmemente. “Não. Ele olhou o pobre homem e foi embora”.

“Mas como é possível?” murmurou a multidão.

“Esperem”, continuou Jesus. “Em breve passou um outro homem que também servia a Deus no Templo. E o que é que ele fez quando viu o viajante ferido?”

“Correu para ajudá-lo!” alguém gritou. “Pediu socorro!” gritou outro.

“Não!” disse Jesus de novo. “Tal como o sacerdote, também atravessou para o outro lado do caminho, deixando o pobre homem à morte.”

“Mas como?” suspirou a multidão.

“Não se preocupem”, respondeu Jesus. “Porque naquele dia passou ainda um outro homem. Ele era samaritano.”

“Samaritano?” gritou alguém. “Eles são diferentes de nós!” 

“Nós detestamos samaritanos!” gritou um outro. “E eles a nós!” Acrescentou um terceiro.

“Pois, já ouvi dizer.” Confirmou Jesus. “Mas quando este samaritano viu aquele homem, ele não se desviou. Não. Ele ligou-lhe as feridas. Colocou-o sobre o seu burro. Levou-o para uma hospedaria. E pagou para aquele homem ali ficar até estar bom.”

Jesus olhou para o homem que lhe tinha feito a pergunta. “Diz-me então, qual destes homens foi o próximo do homem que foi assaltado?”

“O terceiro. O samaritano”, respondeu.


“Tens razão”, disse Jesus sorrindo. “Porque o meu próximo é qualquer pessoa que precise da minha ajuda. Agora vai e ajuda também o teu próximo.”

in  “O Contador de Histórias da Bíblia”
de Bob Hartman e Krisztina Kallai Nagy


No comments: